Por: Raphael Mesquita

Foto destaque

O verdadeiro significado da bondade.


Bondade tem limite. No mundo de vocês, isto é inevitável. Vocês têm um jeito engraçado de se fazer de bons, porque vocês nem entendem o que é isso. Vocês tanto não entendem, que acham que agradando todo mundo, deixando as pessoas bem gratas, estão ganhando passagem pra evolução espiritual, sendo bons.

Mas se você não aprender a aceitar os seus limites - até onde vai sua vontade verdadeira de fazer o bem sem querer retorno - logo, logo, você vai estar vivendo em função de carregar o fardo dos outros, se é que já não está! Depois, vai dizer:

- Cansei de ser boa! Estou cansada de tanto ajudar os outros! Esse povo ingrato…

Vocês pensam que ser bom é assim?

Bondade não é pra dar canseira, não! Bondade é pra ser boa para quem recebe e pra quem dá, senão vira ruindade, com o tempo. Raiva. Mágoa. Desânimo. Aí, você vê que não era bondade, era tudo mentirinha.

Vocês ainda vão compreender o verdadeiro significado da bondade.

Por exemplo: Deus é muito bom, a bondade suprema. Será que sua vida está fácil? Não. Tem hora que se você pudesse, desistia de tudo, de tão dura que fica! Então, eu podia perguntar:

- Se Deus é bom, porque ele não me dá uma boa vida?

E que vida boa é essa que você queria? Uma vida de estagnação? Não é uma vida de aprendizado uma vida boa? Só que aprender tem um preço…

E no entanto, Deus é bom. Sem ter que sair correndo pra me atender.

Você pode ser bom, mas não precisa fazer o que é tarefa do outro. Correr, se afobar, fazer mil coisas até o outro ficar contente e, você, no bagaço.

Quem tem que ficar satisfeito com a sua bondade é você. VOCÊ, não o outro, porque pro outro, nunca tem bondade que chegue. Então é você que faz a medida. A medida da sua satisfação interior.

Porque o povo vai se pendurando, e o que você faz espontaneamente, no começo, eles começam a achar que é obrigação, que você tem de dar, tem de oferecer, e você entra nessa conversa perigosa, depois tem culpa, se sente em falta com os outros.

Que bondade é essa, meu Deus?!

Essas pessoas incapazes de dizer um não, elas não são boas, não. Elas são inseguras, medrosas, vaidosas:

- Imagine o que o povo vai pensar? O que minha família vai pensar, se eu recusar fazer isso?

Isso é obrigação, minha gente, não é bondade, nem nunca foi.

Faça isso: descubra se você é boa de verdade, ouse você vive só pra agradar os outros, pra ser a lindinha.

Não existe bondade sem escolha.

Ser bom precisa ser uma coisa que está te deixando feliz. Se você está se sentindo forçada, pressionada a ter gestos de bondade, milha filha, eu só tenho a lhe dizer que o caminho não é este. O caminho que Jesus disse que era, não é o caminho da imposição nem da força, mas o da espontaneidade.

Calunga