Por: Antonio Afif

Foto destaque
comum encontrarmos treinadores das vrias faixas etrias das categorias de base (ou, como muitos preferem "em formao") se preocupar exclusivamente com os resultados de sua equipe para obterem boas colocaes nos campeonatos que disputam. Ok! Competies foram criadas para ter um vencedor e ningum gosta de perder, ainda mais no futebol.

Mas, a cabem as perguntas: O que significa formar um atleta? ministrar treinos e coloc-los para jogar, como ocorre em muitas agremiaes? A resposta no! O prprio Estatuto da Criana e do Adolescente (ECA) assegura aos menores de idade o direito dos jovens brasileiros educao, sade e vrias outras necessidades.

Independentemente do que est na lei, os tcnicos (e agremiaes) precisam compreender, de uma vez por todas, que formar um atleta significa cuidar desses jovens em toda a amplitude, at porque ao abrigar garotos em seus alojamentos passam a exercer praticamente o papel de tutores.

Por isso, no basta apenas por a molecada para fazer exerccios fsicos e treinar os fundamentos do futebol. necessrio dar a mesma importncia para a alimentao, higiene, educao escolar, enfim, orient-los para a carreira e para a vida. Sabemos que muitas vezes os prprios pais endossam o foco exclusivo no futebol, pois para muitos deles o filho passa a ser a nica esperana de ascenso social e financeira.

Coach Carter

Um caso bastante semelhante ao que ocorre no futebol brasileiro pode ser visto no filme Coach Carter (2004), que deveria servir de exemplo para todos os profissionais que trabalham com jovens atletas.

Baseado em uma histria real, o filme conta como o controverso treinador de basquete de um colgio americano, Ken Carter, protagonizado por Samuel L. Jackson, conseguiu mudar jovens medocres no esporte e na escola em campees e pessoas preparadas para a vida. A tarefa, no entanto, no foi nada fcil.

Se o tcnico recebeu elogios pela transformao da equipe, tambm teve de conviver com crticas por ter fechado o ginsio e suspenso os treinos e jogos de todo o seu time campeo, por causa do baixo desempenho acadmico dos seus comandados.

Sua atitude atraiu a mdia de todo o pas, que no entendia, a exemplo dos prprios pais dos atletas, porque o tcnico no queria deixar os jovens jogarem. Como conseqncia, Carter teve que superar os obstculos de seu ambiente e mostrar aos jovens um futuro que ia alm de gangues, priso e at mesmo do basquete.

Este filme serve como uma pequena amostra dos srios problemas impregnados na grande maioria dos times de futebol espalhados pelo Brasil, mas vale a pena ser visto por todos os treinadores que, antes de mais nada, deveriam tambm assumir o papel de educadores.